Loja Social e Casa da Sopa ao serviço dos mais necessitados

A Vereadora Isabel Monteiro não vê estes dois espaços “como um fim em si, antes um apeadeiro de passagem dos mais fragilizados, num caminho que se pretende de superação da pobreza e de construção de novas formas de vida”, palavras ditas no ato de inauguração presidido pela Ministra Maritza Rosabal e pelo Presidente Beto Alves

 

Abriram portas esta segunda-feira, 30, a Loja Social e a Casa da Sopa de Santa Catarina, uma iniciativa da Câmara Municipal através do Pelouro do Desenvolvimento Social, liderado pela Vereadora Isabel Monteiro.

Ajudar os mais necessitados, proporcionando às famílias melhores condições de vida, é o objetivo destes dois espaços inaugurados pela Ministra da Educação, Família e Inclusão Social, Maritza Rosabal, e pelo Presidente Beto Alves.

A abertura da Loja Social só foi possível com o apoio abnegado de várias instituições públicas, empresas, confissões religiosas e particulares que forneceram (e continuarão a fornecer) produtos alimentares, vestuário e calçado, artigos de higiene e materiais escolares, resultante de uma rede solidária organizada pelo Pelouro do Desenvolvimento Social. De destacar, pelo seu empenho e disponibilidade desde a primeira hora, o contributo inestimável de António Tavares (irmão de Norberto Tavares), que recolheu nos Estados Unidos da América (EUA), junto da comunidade caboverdiana, a maior parte dos artigos agora disponíveis neste espaço.

Os artigos expostos na loja estão, desde já - e gratuitamente -, à disposição dos santacatarinenses mais necessitados, tendo por base um levantamento socioeconómico efetuado em todas as localidades, direcionado a um universo de pessoas com baixos rendimentos, com deficiência, sem salários, crianças órfãs e idosos.

A Casa da Sopa irá servir uma refeição diária, principalmente aos doentes mentais que vagueiam pela Cidade de Assomada, mas também a cidadãos com dificuldades extremas. De destacar o apoio financeiro significativo (400 contos) do INPS, que permitiu equipar o espaço, dotando-o das condições mínimas para a sua funcionalidade.

A Loja Social e a Casa da Sopa estão situadas num edifício lateral ao Palácio da Justiça, arrendado pela autarquia a custo baixo, e têm uma característica comum: não são espaços estigmatizantes, apresentam-se bem decorados e atrativos, à imagem de qualquer estabelecimento comercial da cidade. Essa, aliás, foi a filosofia que esteve na génese da sua conceção, desde a aquisição de mobiliário e equipamentos até aos pormenores da decoração.

Governo não está a dar nada, garante direitos

Intervindo na sessão pública inaugural, Maritza Rosabal fez questão de salientar que o Governo não está a dar nada às pessoas, apenas a garantir direitos fundamentais dos cidadãos (e não dádivas) a uma alimentação condigna e à qualidade de vida, e sublinhou que a Loja Social é uma verdadeira loja solidária.

A Ministra da Educação, Família e Inclusão Social salientou, ainda, que a política do Governo, no sentido de descentralizar competências e dar mais poderes às autarquias, está a fazer o seu caminho e os resultados estão à vista em Santa Catarina, com a abertura da Loja Social e da Casa da Sopa.

Maritza Rosabal relembrou que o Governo está empenhado em melhorar a vida das famílias, destacando o alargamento do pré-escolar, o rendimento social de inclusão e a eliminação das propinas, abrangendo, até dezembro do ano em curso, um universo de 22 mil agregados familiares. Mas o objetivo, nesta matéria, é ainda mais ambicioso, já que o Governo espera, até 2021, abranger cerca de 125 mil famílias com a isenção de propinas.

Um sonho realizado

Para a Vereadora da Promoção Social, Isabel Monteiro, as inaugurações da Loja Social e da Casa da Sopa são um sonho realizado. “Hoje estamos a concretizar dois sonhos: abrimos a Loja Social e a Casa da Sopa. Mas dois sonhos, digamos assim, de dimensão média, associados a um grande sonho que é a nova visão que esta equipa tem para a área social. Desde logo, reduzir de forma drástica os níveis de pobreza que encontramos em Santa Catarina logo que tomamos posse. E esse combate temos vindo, paulatinamente, a ganhar no nosso dia-a-dia”, disse Isabel Monteiro.

A Vereadora da Promoção Social salientou que a equipa camarária entende “a Loja Social e a Casa da Sopa não como um fim em si, antes um apeadeiro de passagem dos mais fragilizados, num caminho que se pretende de superação da pobreza e de construção de novas formas de vida”. Isabel Monteiro fez questão de sublinhar: “à alegria de estarmos hoje a inaugurar estes espaços, gostaríamos, um dia, de vivenciar a suprema alegria de os ver encerrados”, porquanto seria “um sinal de que o propósito para que foram criados já não se justificava, e que a pobreza era uma ténue recordação do passado”, salientou.

“Se repararem, não há, num e noutro espaço, qualquer pormenor estigmatizante. Pelo contrário, a Loja Social está, em termos de imagem, ao nível de qualquer estabelecimento comercial; e a Casa da Sopa não fica atrás, também em termos de imagem, de muitos dos restaurantes da nossa cidade”, concluiu Isabel Monteiro, destacando, ainda: “É assim que entendemos o trabalho social, do mesmo modo que não andamos – como outros, infelizmente, fazem – e exibir a pobreza, a fazer da miséria notícia de telejornal ou a utilizar os desvalidos como tropa de choque e argumento eleitoral”.

No mesmo sentido se pronunciou o Presidente Beto Alves, salientando que a sua equipa não trabalha com o fito das eleições, mas sim para resolver os problemas do povo de Santa Catarina, e avançando que a autarquia, em dois anos de mandato, já atendeu milhares de famílias, dando resposta, dentro das suas possibilidades, às necessidades de apoio social, sem nunca pensar em contrapartidas ou na caça ao voto.

A cerimónia encerrou com um momento musical com Marlici e António Tavares, e um almoço popular servido na Casa da Sopa.

 


“Produtos feitos com alma” é o lema da Feira de Natal, realizada no Espaço do Artesão, na Zona Pedonal de Assomada, que visa dar aos santacatarinenses a oportunidade de oferecer presentes feitas por gente de...
A Praça Central e a Zona Pedonal vão ser palco de atividades para crianças e idosos, mas a Casa da Sopa está também no alinhamento da programação de Natal, contando com iniciativas direcionadas para os...
Beto Alves presidiu a um encontro no Parque Natural de Serra Malagueta, onde se pretende debater o destino dos resíduos sólidos urbanos e o futuro da gestão ambiental nos municípios. O Presidente da...
A iniciativa é da Associação de Artesãos de Santa Catarina, conta com o apoio da autarquia e está patente até 24 de dezembro, expondo o que de mais emblemático se produz no artesanato do concelho...
Os avanços desportivos no município continuam dando frutos com atletas participando nas provas nacionais e internacionais, ganhando prémios que incentivam a edilidade a fazer cada vez mais pelo...

© Sítio da CM de Santa Catarina 2018