Artesanato: 14 jovens de Ribeira da Barca e Charco recebem apoio da Câmara para montarem ateliês

Os jovens vão constituir uma cooperativa de produção e colocarem os produtos no mercado, aproveitando o crescimento da afluência de turistas a Santa Catarina

 

No encerramento e entrega de certificados de uma formação em artes em cabedal, 14 jovens da Vila de Ribeira da Barca e de Charco foram contemplados com o apoio da Câmara para montarem dois ateliês de produção em escala. A garantia foi dada pelo Presidente Beto Alves, na tarde de sexta-feira, durante uma cerimónia que decorreu na Biblioteca Municipal.

A ideia é colocar os produtos no mercado dos ora formados nesta área, para que possam criar rendimento e mudar de vida, nomeadamente, deixando a apanha de inertes, atividade a que quase todos se dedicavam até agora, e que tão prejudicial é para o Ambiente.

Segundo o Presidente Beto Alves, a intenção da Autarquia é a de criar condições para que os jovens destas localidades tenham oportunidades de geração de rendimento e de autoemprego, mas também estimular o trabalho em equipa, pondo os recém-formados a trabalhar em grupo e colocarem mais facilmente os seus produtos no mercado, o que passará pela criação de uma cooperativa de produção.

Um projeto que, sublinhou o Edil, é para estender a outras localidades, naturalmente, em parceria com o Atelier Beto Diogo que, nos últimos anos, já formou dezenas de jovens de Santa Catarina nas artes em cabedal. Nesse sentido, a Câmara vai apoiar estes jovens na aquisição dos materiais necessários para iniciarem a sua atividade ainda no decurso deste ano.

Financiada pelo QIR (Quadro Integrado Reforçado), um programa sob a égide do Ministério da Economia, esta ação de formação é uma oportunidade, ainda, para ampliar a oferta de produtos aos turistas que, em crescendo, têm vindo a visitar Santa Catarina e, em particular, Ribeira da Barca.

 

 

 

 


© Sítio da CM de Santa Catarina 2019